Bolsonaro tenta justificar polêmica do leite condensado com ataque à imprensa

Brasília, quarta-feira, 27 de janeiro de 2021 - 20:22

POLÍTICA

Bolsonaro tenta justificar polêmica do leite condensado com ataque à imprensa


Por: Da Redação

O escândalo motivou pedidos de investigação à PGR e uma enxurrada de memes na internet.

Reprodução da internet

Após a repercussão envolvendo a lista bilionária de compras do governo, Jair Bolsonaro se manifestou com ataques e xingamentos a jornalistas. No total, as despesas alimentícias do governo federal em 2020 somaram mais de R$ 1,8 bilhão. Porém, somente com leite condensado - item muito apreciado no café da manhã presidencial - foram gastos mais de R$ 15 milhões.

Em uma reunião com ministros e apoiadores do governo, nesta quarta-feira (27), o presidente mencionou o assunto e demonstrou exasperação. "Vai pra puta que o pariu, rapaz. Imprensa de merda", disse aos gritos. "É para encher o rabo de vocês da imprensa essas latas de leite condensado", acrescentou.

Os gastos elevados com itens supérfluos na lista de compras do governo e a reação de Bolsonaro às críticas causaram indignação.

O deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) reagiu às palavras do presidente da República em uma rede social. "Inacreditável e surreal! Na semana em que a Fenaj divulgou relatório sobre o aumento nos ataques à liberdade de imprensa, sendo 428 ataques contra jornalistas, veículos e a imprensa em geral em 2020, Bolsonaro endossa esse coro e agride veículos que publicaram sobre os gastos absurdos com leite condensado e outros itens irrelevantes. Ainda faz aglomeração e desrespeita o uso obrigatório de máscara e distanciamento social. #ImpeachmentJá", disse.

"Isso é INACREDITÁVEL E INACEITÁVEL! Bolsonaro faz um evento fechado, aglomeração, sem máscara para dizer impropérios contra quem questiona seus absurdos gastos com leite condensado e outras mamatas. Já passou da hora desse elemento sair!", escreveu o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) no Twitter.

Também nas redes sociais, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) questionou: "O QUE VOCÊ FALARIA PRUM PRESIDENTE QUE TE MANDA PRA...?".

Já o deputado federal licenciado e atual Secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano do Maranhão, Márcio Jerry (PCdoB), lamentou a forma como Bolsonaro tentou responder a mais uma grave denúncia contra seu governo. "Quem xinga assim, merece ouvir o que de volta?", indagou.

Repercussão

As imagens de mais um destempero verbal de Jair Bolsonaro foram gravadas na churrascaria Nativas Grill, em Brasília. O ambiente estava lotado e as pessoas, entre elas o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, não usavam máscaras.

O "escândalo do leite condensado", como foi batizado, motivou pedidos de investigação à Procuradoria-Geral da República e memes em série ao longo das últimas 24 horas na internet. O gasto de mais de R$ 15 milhões com o produto tornou-se o mais comentado no Twitter.

 









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com