Renildo: Não vamos esperar que todos morram para agir

Brasília, terça-feira, 13 de abril de 2021 - 17:29      |      Atualizado em: 14 de abril de 2021 - 10:55

POLÍTICA

Renildo: Não vamos esperar que todos morram para agir


Por: Christiane Peres

Oposição intensifica articulação para CPI da Covid na Câmara.

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A pandemia de Covid-19 já vitimou mais de 355 mil brasileiros. Bolsonaro, no entanto, segue sua política negacionista, contrariando as recomendações de isolamento social, promovendo aglomerações, e tratando com desdém as medidas tomadas por governadores e prefeitos para conter o avanço do novo coronavírus. Na contramão mundial, o governo brasileiro é omisso ainda na compra de vacinas, retardando o processo de imunização da população.

Diante do cenário, que se agrava a cada dia, líderes e presidentes de diferentes partidos estiveram reunidos nesta terça-feira (13) para tratar das ações que serão tomadas diante da necropolítica encabeçada pelo governo federal. Participaram do encontro vitual do Fórum de Partidos de Oposição PCdoB, PSol, PT, PDT, PSB, Rede, UP, PV e Cidadania.

"É hora de transformarmos a indignação com o caos sanitário em ações concretas contra o governo Bolsonaro. Tivemos muita unidade ao discutir saídas para o Brasil. Não vamos esperar que todos morram para tomar uma atitude. É necessário agir e agir com vigor diante de um desgoverno que deixou o país entregue a própria sorte", destacou o líder do PCdoB na Câmara, deputado Renildo Calheiros (PE).

Entre as ações estipuladas pelas legendas estão: articulação para conseguir as 171 assinaturas necessárias para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a irresponsabilidade do governo federal no combate à pandemia; uma nota contundente a ser entregue ao presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), mostrando que o Brasil não aceita ser governado dessa forma; intensificação das denúncias na tribuna da Câmara.

"É urgente instalarmos uma CPI na Câmara para apurarmos responsabilidades e omissões do governo Bolsonaro na pandemia. Assim como o Senado, também precisamos cumprir nosso papel. O Brasil já perdeu mais de 355 mil vidas, e o presidente continua insensível, buscando brigas laterais em vez de mobilizar a nação para vencermos o coronavírus. Vamos intensificar a articulação com a sociedade para denunciar a irresponsabilidade do governo Bolsonaro", afirmou Renildo.

De acordo com a presidente nacional do PCdoB, a vice-governadora de Pernambuco Luciana Santos, “neste momento complexo e delicado, a atuação conjunta e responsável destes partidos pode significar muitas vidas salvas".









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com