Deputados querem derrubar veto de Bolsonaro ao Estatuto da Pessoa com Câncer

Brasília, segunda-feira, 22 de novembro de 2021 - 16:33

POLÍTICA

Deputados querem derrubar veto de Bolsonaro ao Estatuto da Pessoa com Câncer


Por: Walter Félix

Presidente vetou artigo incluído no texto por emenda da bancada comunista, que garantia o acesso de todos os pacientes aos medicamentos mais efetivos contra o câncer.

Reprodução da Internet

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com um veto, a lei que institui o Estatuto da Pessoa com Câncer. O artigo vetado tinha como meta a promoção de condições iguais de acesso aos tratamentos para a doença.

A Lei 14.238/21 foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (22). O texto é oriundo do Projeto de Lei 1605/19, do ex-deputado Eduardo Braide (MA).

Segundo a lei, é obrigatório o atendimento integral à saúde da pessoa com câncer por intermédio do Sistema Único de Saúde (SUS). O atendimento integral inclui assistência médica e de fármacos, assistência psicológica, atendimentos especializados e, sempre que possível, atendimento e internação domiciliares. Além disso, deverá ser garantido tratamento adequado da dor, atendimento multidisciplinar e cuidados paliativos.

Veto

Foi vetado o artigo que estabelece como dever do Estado garantir o acesso de todos os pacientes aos medicamentos mais efetivos contra o câncer, além de promover avaliação periódica do tratamento ofertado ao paciente na rede pública de saúde.

Entre as razões para o veto, Bolsonaro alegou que “os recursos são finitos” e que a proposta “contraria o interesse público”, já que o projeto de lei se estende somente às garantias de pacientes portadores de neoplasias malignas.
Protesto

O deputado Rubens Jr (PCdoB-MA) contestou o veto em suas redes sociais. O parlamentar, que já foi paciente oncológico, assinalou que deve sim ser uma obrigação do Estado garantir medicamentos eficazes para quem está em tratamento contra o câncer.

“O câncer é a segunda principal causa de morte no mundo e Bolsonaro tirou do Estatuto da Pessoa com Câncer o artigo que garantia ‘acesso de todos os pacientes a medicamentos mais efetivos contra o câncer’. Quando nada mais pode piorar, vem o presidente sabotar tudo”, disse em mensagem no Twitter. “Temos esperança que o Congresso Nacional derrube o veto bolsonarista, como tem feito em pautas tão importantes a sociedade”, completou.

Para o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), chega a ser inacreditável o compromisso de Bolsonaro “com a morte e o sofrimento dos brasileiros”. “É uma pessoa sem alma, sem resquício de bondade”, escreveu em uma rede social.

Direitos

A lei considera como direitos fundamentais da pessoa com câncer, entre outros:
- obtenção de diagnóstico precoce;
- acesso a tratamento universal, equânime, adequado e menos nocivo;
- acesso a informações transparentes e objetivas relativas à doença e ao seu tratamento;
- assistência social e jurídica;
- proteção do seu bem-estar pessoal, social e econômico;
- presença de acompanhante durante o atendimento e o tratamento;
- tratamento domiciliar priorizado;
- atendimento educacional em classe hospitalar ou regime domiciliar, conforme interesse do doente e de sua família.

Deveres do Estado

- promover ações e campanhas preventivas da doença;
- garantir acesso universal, igualitário e gratuito aos serviços de saúde;
- promover avaliação periódica do tratamento ofertado ao paciente com câncer na rede pública de saúde e adotar as medidas necessárias para diminuir as desigualdades existentes;
- estabelecer normas técnicas e padrões de conduta a serem observados pelos serviços públicos e privados de saúde no atendimento à pessoa com câncer;
- estimular o desenvolvimento científico e tecnológico para promoção de avanços na prevenção, no diagnóstico e no combate à doença;
- promover processos contínuos de capacitação dos profissionais que atuam nas fases de prevenção, de diagnóstico e de tratamento da pessoa com câncer;
- capacitar e orientar familiares, cuidadores, entidades assistenciais e grupos de autoajuda de pessoas com câncer;
- organizar programa de rastreamento e diagnóstico que favoreça o início precoce do tratamento.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com