Renildo pede convocação do ministro da Justiça para falar sobre atos antidemocráticos

Brasília, quinta-feira, 26 de agosto de 2021 - 18:1      |      Atualizado em: 30 de agosto de 2021 - 16:6

POLÍTICA

Renildo pede convocação do ministro da Justiça para falar sobre atos antidemocráticos


Por: Walter Félix

Líder do PCdoB, Renildo Calheiros apresenta requerimento pedindo que o ministro Anderson Torres compareça ao plenário para esclarecer sobre providências que tomará diante das ameaças de invasão do STF e Congresso por manifestantes bolsonaristas.

Agência Câmara

O deputado Renildo Calheiros (PE), líder do PCdoB na Câmara, apresentou um requerimento à Mesa Diretora pedindo que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para comparecer ao plenário da Casa.

O objetivo é cobrar esclarecimentos sobre as providências que serão adotadas pela Pasta para enfrentar as ameaças de invasão do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional, além da realização de atos antidemocráticos no dia 7 de setembro, alardeadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

O documento tem como coautores os líderes da Oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ); do Psol, deputada Taliria Petrone (RJ); do PSB, deputado Danilo Cabral (PE); e do PDT, Wolney Queiroz (PE).

Segundo o requerimento, "longe de serem manifestações legítimas e democráticas", os grupos que estão convocando esteas atos "ameaçam cometer diversos crimes e atentados contra a ordem
democrática, o Congresso Nacional, o STF e às pessoas".

"Como é de conhecimento público, está sendo amplamente convocada por grupos que apoiam o presidente Jair Bolsonaro manifestações para o dia 7 de setembro. A razão desses atos foi a rejeição pelo Congresso Nacional da PEC do 'voto impresso' e o avanço no Supremo Tribunal Federal de investigações da ação de grupos antidemocráticos, rede de propagação de fake news e a decretação de prisão e medidas contra pessoas que atacam a democracia e financiam esta rede criminosa", diz o texto.

Renildo Calheiros lembra que editoriais, colunas e articulistas em jornais como Folha de S.Paulo e O Globo ressaltam que a manifestação convocada por grupos pró-Bolsonaro "tem o caráter antidemocrático, representa ameaça ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal". "É o que se observa nas redes dos diversos atores que convocam o ato", sublinhou o parlamentar.

O próprio Bolsonaro já confirmou que participará das manifestações pró-governo em dois momentos: pela manhã, na Esplanada dos Ministérios, e à tarde, na Avenida Paulista, em São Paulo.

"Pelo exposto, vivemos o risco de em 7 de setembro, data magna da nossa Independência, ocorrerem atos contra a Constituição e o Estado Democrático, com ataques ao STF e ao Congresso Nacional e o cometimento de diversos crimes, entre eles a invasão de prédios públicos, agressão a pessoas, depredação de patrimônio público", alerta o requerimento.

Ante as ameaças à democracia e à sociedade, o deputado considera necessário que o ministro Anderson Torres seja convocado para expor que medidas serão tomadas para impedir que a situação fuja do controle e o clima de violência que está sendo incitado possa se generalizar com consequências imprevisíveis.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com